Histórias Tchecas I – A Dama de Branco

Descubra a assustadora história de um fantasma que, diz a lenda, vagueia pelo Castelo de Český Krumlov.

Por: Luiz Fernando Destro

Publicado: Maio 06, 2020

Pobre Perchta von Rozemberk! Foi obrigada a casar com um cruel senhor, e viver no castelo de Český Krumlov... e esse é apenas o começo da história, que vai se desenrolar de maneira dramática, culminando na lenda da Dama de Branco, uma das muitas histórias de fantasmas de Český Krumlov e região.

A história está contada em forma de quadrinhos, roteirizada e desenhada pelo artista e professor Thomas Destro, e você pode ver na íntegra neste link.

O Castelo de Český Krumlov é especialmente atraente para as histórias de fantasma. Mas há outras, pela cidade e região e, normalmente, não tem um final feliz. E o assunto gera tanto interesse que é possível até fazer tours noturnos pelos cantinhos assustadores da cidade (com direito a surpresas no caminho...) ou visitar um Museu da Tortura; ou simplesmente ver as histórias no site da cidade – há uma seção específica que você acessa por esse link (em inglês).

Se, porém, quadrinhos são mais do seu gosto, veja as outras histórias tchecas de Thomas Destro, nestes links:

Canais relacionados

Café literário
Milan Kundera e a sua insustentável saudade de Praga

Em próprias palavras, quando Milan Kundera partiu para a França, em 1975, levou consigo o cheiro, o sabor, a língua, a cultura e as paisagens de Praga, cidade que  é pano de fundo para várias de suas obras, sempre acompanhadas por sucesso.

Café literário
Histórias Tchecas IV – Uma tarde no Café Slavia

Os cafés de Praga sempre foram ponto de encontro de artistas e intelectuais. Por isso são parte da história... e cenário para histórias.

Café literário
Em Praga, passeios pela vida de Franz Kafka

“Praga não vai deixar ir (embora). Nem você nem eu. Esta pequena mãe tem garras. Para fazer isso, é preciso se adaptar, ou teríamos que atear fogo em dois lados, em Vyšehrad e Hradčany, então, talvez pudéssemos escapar”. Franz Kafka.

Café literário