Cinco razões para visitar morávia do sul, na república tcheca

Aos poucos, as regiões da República Tcheca encontram lugar entre os desejos dos viajantes que já passaram pela bela Praga. No entanto, estamos cientes de que ainda existe um certo desconhecimento sobre o que cada uma delas oferece. Por isso,  selecionamos uma das regiões tchecas, a Morávia do Sul, e comentamos cinco razões pelas quais você deve fazer as malas e ir descobri-la.

Por: Pepa Garcia

Publicado: Novembro 07, 2022

A princípio, a monumentalidade de Praga ofusca as atrações do restante do país, mas basta olhar um pouco para cada uma das regiões que compõem o território tcheco para encontrar motivos de sobra para estender as escapadelas além da capital. Desta vez, escolhemos a Morávia do Sul, uma região muito acessível por carro ou trem, a partir de Praga, Bratislava e Viena.

Provavelmente, o que soa mais familiar sobre a Morávia do Sul é a capital regional, Brno, já que aí se realizam os famosos campeonatos de MotoGP. Além do aspecto esportivo, esta cidade tem muito a oferecer a todos os tipos de público. Os jovens apreciarão sua espontaneidade, seu ambiente agradável, seus muitos cafés e bares... e os mais maduros adorarão sua arquitetura, com marcos tão importantes como a Villa Tugendhat, abordada no post "Cinco Motivos para visitar Brno". Embora existam muitas razões que justificam a viagem à Morávia do Sul, abaixo você encontrará cinco delas que bem ilustram nossas afirmações.

Escolha suas próprias razões para visitar a Morávia do Sul

 

1. Para conhecer sabores na Mostra Nacional de Vinhos

A Morávia do Sul é uma terra de vinhos. Isso mesmo. A República Tcheca, além de cultivar cevada e lúpulo, possui extensos vinhedos. Esta é uma das razões pelas quais a região é seda da  Mostra Nacional de Vinhos da República Tcheca, grande evento anual que acontece no Palácio Valtice. Esse é o evento ideal para conhecer as castas da região, os processos de produção e, claro, provar alguns vinhos. Dentre eles, os brancos produzidos na região, considerados entre os melhores do país.

 

2. Para atravessar a Cortina de Ferro

O segundo motivo para visitar a Morávia do Sul está diretamente relacionado à história e geografia, pois sugerimos que você volte no tempo para saber o que significava a Cortina de Ferro nas fronteiras que separavam a Europa Oriental e a Ocidental. A melhor forma de atravessar essa fronteira é por bicicleta, percorrendo a EuroVelo 13. Ao longo do percurso, você poderá ver vestígios da época, como torres de vigia, bunkers da 2ª Guerra Mundial e museus, como o Cortina de Ferro de Valtice e o Centro de Visitantes de Čížov, no Parque Nacional Podyjí. Neste último, é possível ver 350 metros da Cortina de Ferro.

3. Para visitar o Karst da Morávia

Pouco conhecido, o Karst da Morávia é uma das grandes belezas naturais da República Tcheca. Ao norte de Brno, exibe desfiladeiros, abismos e grandes cavernas que formam um dos relevos cársicos mais impressionantes da Europa. Para viver em primeira mão e nunca esquecer a experiência, recomendamos que você navegue pelos interiores da Caverna Punkevní Jeskyně e, por funicular, suba até o Abismo da Madrasta.

 

4. Degustar petiscos gourmet em Brno

Além de fazer ampla visita a Brno, é imperdível desfrutar da sua generosa gastronomia. Atreva-se a provar produtos locais, comprar lembranças gourmet e fazer reservas num dos seus restaurantes mais famosos. Para não se perder entre tanta variedade, existe um Guia Gourmet para consulta on-line, o qual reúne seleção das melhores referências, selecionadas por júri independente. Impossível não acertar na escolha do bar, da adega ou da experiência gastronômica em Brno.

 

5. Para participar de grandes datas na Morávia do Sul

Se as datas da sua viagem são flexíveis, o ideal será que coincidem com um dos eventos que acontecem todos os anos na Morávia do Sul. Concertos, festivais, festas da colheita... programas aos quais é impossível resistir. A seguir, as nossas recomendações.

  • Ignis Brunensis. Os cenários mais impressionantes desta competição internacional de fogos de artifício são a Barragem de Brno e o Castelo de Špilberk. Acontece no verão.
  • Festival Internacional de Folclore Strážnice. Durante vários dias, o melhor do folclore tcheco e de alguns países convidados reúnem-se neste festival. É o local ideal para desfrutar de música, dança e roupas tradicionais. Preste atenção especial ao Concurso Verbuňk, dança masculina declarada Patrimônio Imaterial pela Unesco.

 

 

  • Festa da Colheita em Pálava. Se você viaja no final do verão ou início do outono, a festa espera por você em Pálava, onde a colheita é celebrada em grande estilo. Durante vários dias, a diversão toma conta de todos os cantos, o vinho flui e a música popular toca.

 

  • Festival Janáček Brno. Este grande evento de música clássica recebeu o nome do grande compositor tcheco Leos Janáček. Por seus palcos acontecem, inclusive, apresentações de seletos artistas internacionais.

 

  • Recriação da Batalha de Slavkov (Austerlitz). Esse é o evento ideal para os amantes da história, o qual recria aquela que é conhecida por Batalha dos Três Imperadores (o francês, o russo e o austro-húngaro). Sem dúvida, uma daquelas celebrações que não o deixarão indiferente.

 

Demos-lhe apenas cinco razões para visitar a Morávia do Sul, mas quando lá estiver, perceberá que deixamos de fora mais algumas... Você nos dirá.

 

Você pode gostar...

Brno, de café em café

República Tcheca, planos românticos para dois

Rota dos motores: 4 museus para amantes de carro

Proti Proud: para os que vão contra a corrente

Em Praga 8, o bairro de Karlín propõe a maior parte das novidades que surgem na milenária capital tcheca. Lá, onde são múltiplas as ofertas de bares alternativos,cafés com toques contemporâneos e design diferenciado,atrai atenção o bistrô Proti Proudu. O nome é traduzido por contra a maré, e a liderança é do casal de jornalistas Karolina e David Konečný.

Dica de local Café literário
Por que a República é Tcheca (e não Checa)

Acontece frequentemente. O sujeito escreve um texto e coloca em letras garrafais República Checa. Até em grandes veículos de comunicação. Sinto dizer, estão errados. A República é Tcheca, com T maiúsculo.

Dica de local
Números, recordes e curiosidades da República Tcheca!

Do abismo mais profundo à mais alta torre de igreja. Do castelo mais visitado à temperatura mais baixa da história. Do maior estádio à cidade com o nome mais curto. Bata sua própria marca: descubra os recordes mais desafiadores e também os mais absurdos da Tchéquia.

Cultura Cultura Dica de local
Pacotes