Cinco motivos para amar Brno

A cidade de Brno é a segunda maior da Tchéquia. Ainda assim, é quase nunca lembrada pelos turistas latinos. Grande erro. A capital da região da Morávia é uma das cidades mais divertidas não só do país, mas de toda a Europa, quiçá do mundo.

Por: Luiz Fernando Destro

Publicado: Julho 13, 2023

Brno, no sul da Morávia, não tem sequer um milhão de habitantes. Ainda assim, guarda um ar cosmopolita. Porém, o que mais chama a atenção é seu lado irreverente, debochado, que permite aos seus habitantes viverem a vida com um risinho no canto da boca. Quem se dispõe a conhecer Brno, adora. Descubra cinco motivos que justificam a afirmação.


Bares, baladas e brincadeiras


Um terço da população de Brno é formada por estudantes universitários. Juntam-se a eles uma população flutuante que atende às muitas feiras de negócios que acontecem na cidade. O resultado é uma vida noturna intensa. Mas MUITO intensa. Brno tem bares e baladas de todos os tipos, para todas as tribos, para todos os gostos. Escolha entre o Bar que Não Existe (sim, esse é o nome) ou um bar que existe, mas ninguém sabe exatamente onde fica (Super Panda Circus). Dois exemplos da bizarrice que a cidade abriga, mas há muitos mais...

Praças, pracinhas e praçolas


Brno é, de certa forma, um pequeno labirinto. Andando pelas ruas vai se descobrindo praças, pracinhas e praçolas, muitas vezes com estátuas curiosas (ops, isso já é outro tema). Dentre as praças da cidade, duas se destacam: a Praça da Liberdade, a principal, em forma de triângulo e coalhada de bares e restaurantes; e a Praça do Repolho, cujo nome singelo veio da feira livre que se instala nela diariamente. Não obstante, a Praça do Repolho tem uma placa em homenagem a Mozart, que quando criança tocou no teatro da cidade.


Foto: Brno Turismo

Estátuas, das curiosas às provocativas

Seguindo o espírito gozador que a caracteriza, Brno possui uma série de estátuas modernas em suas vias públicas. Algumas são só curiosas, outras são provocativas, com ponto de vista que podem trazer associações indecorosas, para dizer o mínimo. A elas, somam-se anjos com bumbum virado para igreja concorrente, jacarés fazendo as vezes de dragão e um relógio astronômico de formato inusitado. As ruas de Brno sempre trazem surpresas.

Preciosidade arquitetônica

Em Brno há vários edifícios históricos, como a fortaleza de Spielberk ou a Catedral de São Pedro e São Paulo. Mas a grande preciosidade é a Vila Tugendhat, uma casa modernista construída por encomenda da filha de um industrial, no ano de 1923. O arquiteto contratado era ninguém menos de Ludwig Mies van der Rohe, considerado o pai do Modernismo e que, na época, estava começando sua carreira. Ele projetou a casa com todos os conceitos que anos depois ganhariam a atenção do mundo. E projetou também os móveis, cujos modelos são usados até hoje. Dica importante: compre seu ingresso com antecedência. As visitas diárias são limitadas.


Na trilha de famosos (e seus museus)

Você pode não conhecer Brno, mas certamente conhece algum de seus filhos. Gregor Mendel, o pai da genética, misturou as ervilhas amarelas com as verdes em Brno. Hoje, a cidade tem um museu interativo dedicado ao seu trabalho. Brno também é berço de Milan Kundera, talvez o maior escritor tcheco depois de Kafka. Recentemente, o autor doou sua coleção de livros para a criação de uma biblioteca em Brno. Exilado na França desde os tempos do comunismo, a biblioteca Milan Kundera é um retorno simbólico à cidade de um de seus filhos mais famosos.

Canais relacionados

Cultura Itinerários
Praga pelas mãos de Petr Ginz, ou as memórias de uma vítima do holocausto

A imagem que ilustra esse post é um dos cartazes de peça teatral baseada nas memórias de Petr Ginz, eternizadas em um diário.  Muitos comparam Petr a Anne Frank. Através das suas escritas, esse jovem nos leva a visitar o passado e sugere um roteiro por recantos de Praga que trazem lembranças de fatos que não podemos esquecer, para evitar que se repitam.  

Café literário Cultura Experiencia de viagem Patrimônios
Cinco excelentes motivos para ir a Praga, na República Tcheca

Ainda tem gente que estranha quando recomendo que vá a Praga. Se você é um desses, que não imagina porque a capital da República Tcheca deve ser visitada, veja cinco bons motivos. E faça as malas.

Arte Cultura Dica de local Experiencia de viagem
Museu Slivovice em praga: um licor com 400 anos de tradição

As famosas aguardentes de frutas Slivovice apresentam sua longa história em um divertido museu localizado muito perto do Castelo de Praga. Lá você pode aprender sobre os segredos da produção de bebidas, se divertir e saborear as especialidades da destilaria fundada por Rudolf Jelínek.

Cultura Sabores
Pacotes