Minha experiência em Tchéquia

Há muito eu ouvia sobre a República Tcheca, especialmente Praga, que estava na minha lista de pendências.

Por: Sol Rosales

Publicado: Dezembro 09, 2019

Li e ouvi tantas coisas sobre como (Praga) é maravilhosa, que fiquei com um pouco de medo de que expectativas tão altas fossem motivo de decepção. Felizmente, ou melhor, por conta da magia (da cidade), não foi assim.

Já foi impactante somente o trecho de 20 minutos desde o aeroporto Internacional Václav Havel até a Cidade Antiga e, uma vez aí, ao hotel. A história podia ser apreciada da janela da van que nos transportava ao coração da cidade.

Dediquei as primeiras horas a perder-me por entre as ruas de paralelepípedos, distribuídas ordenadamente.

O passeio a pé deu um panorama interessante da cidade - equilíbrio certo para percorrer lugares emblemáticos e identificar aqueles aos quais eu pretendia retornar, para adentrar nos recantos (de Praga).

Se falamos sobre o essencial, a Ponte de Carlos logo se faz presente. A extensão é de 516 metros, e conecta com a Cidade Pequena e a Cidade Antiga. Ali, a arte que emana das pedras – as estátuas de santos que bordeiam a ponte - convive com a arte ao vivo, oferecida por artistas de rua, incluídos os músicos, e as barracas de lembrancinhas. No turbilhão do incessante caminhar de moradores e turistas, por momentos parece que ali o tempo transcorre de forma diferentes, e se detém por um instante.

Ao caminhar em direção à Praça da Cidade Antiga - o coração histórico da capital tcheca, vejo  surgir o lugar aonde está o relógio astronômico de Praga. O que indica que está ali é a quantidade de pessoas olhando para o alto, munidos com câmeras e celulares, apontando para o relógio medieval onde a cada hora, entre 9 da manhã e 9 da noite, param todos os turistas para assistir ao espetáculo proporcionado por cada qual dos elementos do relógio. O burburinho para e o silêncio se apodera dos minutos de espera, até o primeiro sino tocar e as janelas abrirem para deixar passar os 12 apóstolos.

(Daí, rumo ao) Castelo de Praga, erguido sobre uma colina e sempre à vista. Aos seus pés está  Mala Strana - um dos bairros mais charmosos da cidade. Do topo, você pode ver os telhados vermelhos característicos.

Visitar Tchéquia é oportunidade para fazer grandes programas em Praga e arredores. Obrigatório é chegar em bicicleta ao Castelo de Karlstejn, e visitá-lo. São 35 km de pedalada até este castelo que, entre muitas outras singularidades, abriga as joias da coroa. Embora o castelo de Karlstejn seja majestoso e imponente, a verdadeira JOIA é o caminho. A possibilidade de ir em bicicleta, com a brisa no rosto, em contato com a natureza, oferece vistas magníficas de lugares em Tchéquia impossíveis de apreciar ao usar outros meios de transporte. Para o passeio ser ainda mais pitoresco, um pequeno barco atravessa o rio Moldava, levando pessoas e bicicletas, rumo à fortaleza.  Cada recanto e cada detalhe são únicos – o desafio é escolher onde deter o olhar - como se fosse possível toda aquela paisagem não penetrar nos olhos. Uma experiência e uma jornada para guardar como tesouro.

Entre os sabores de Tchéquia estão sopas, salsichas e uma das receitas tradicionais - trdelník, rolo de massa doce que é assado e depois, pode ser recheado com doce ou sorvete. Claro que é necessário falar sobre a cerveja tcheca - a melhor e mais famosa do mundo (no país, mais barata que a água). É necessário experimentar a Pilsner Urquell, coroada com boa quantidade de espuma.

Praga é uma cidade que tem vida, com ritmo definido por seu povo e os visitantes. É tão vibrante que, tenho certeza, quando eu voltar será outra, mesmo que nada tenha saído do lugar. Ótima desculpa para voltar! Na Zdraví (saúde, em tcheco)!

Canais relacionados

Experiencia de viagem
Em Praga, amor à primeira

Como entre dois amantes, meu encontro com a capital tcheca foi amor à primeira vista.

Experiencia de viagem
České Budějovice E Boêmia Do Sul

Mais conhecida por sua ligação com a cerveja, České Budějovice tem uma interessante Cidade Antiga, na qual se destaca a espetacular Praça Maior.

Experiencia de viagem
Néstor henríquez: tcheco por escolha

Há duas décadas, uma bolsa para terminar seus estudos em Ciências Políticas levou Nestor desde a Colômbia, seu país de origem, à República Tcheca, que o cativou e mudou a sua vida e os seus planos. Hoje, ele é guia turístico em Praga, e adotou a cidadania tcheca. Aqui, Nestor nos conta sobre os lugares que devem ser visitados na cidade favorita dele.

Experiencia de viagem