Cinco motivos para amar Pilsen

Sim, Pilsen é a cidade da cerveja. Afinal, foi lá que surgiu a primeira ‘loira’ do mundo, uma receita que corresponde hoje a 70% de toda a cerveja bebida no mundo. Mas para além da cerveja, essa adorável cidade tem mais atrações. Descubra aqui.

Por: Luiz Fernando Destro

Publicado: Junho 12, 2023

Ok, ok, Pilsen é sinônimo de cerveja. Não dá para escapar do rótulo (com o perdão do trocadilho...). Mas a cidade vale a visita também por outras atrações. Veja algumas.

A Praça da República e a catedral de São Bartolomeu

O centro da cidade de Pilsen é uma praça quadrada, cercada de casas burguesas com fachadas decoradas. Foi nessa praça, hoje chamada da República, que os cidadãos da cidade se revoltaram com a má qualidade da cerveja local, e exigiram providências derramando barris em frente ao prédio da Prefeitura. Que, aliás, é um dos mais bonitos da cidade, com suas paredes ornamentadas.

Em um dos lados da praça está a catedral de São Bartolomeu, em estilo gótico-raiz, com uma enorme torre, a mais alta entre templos de todo o país. Para chegar no topo são exatos 301 degraus. Então, de um jeito ou de outro, a vista lá de cima vai te tirar o fôlego.

A Grande Sinagoga

Antes das desventuras da Segunda Guerra, Pilsen era (por muito tempo foi), uma cidade amigável aos judeus. Uma grande comunidade hebraica habitava a cidade e, por isso, uma sinagoga foi erigida por lá. E que sinagoga! É a segunda maior da Europa e a terceira maior do mundo. Dizem que só não é maior porque a administração local não quis ver o templo superar em altura a catedral na Praça da República.

O memorial Patton

No final da Segunda Guerra, o exército americano avançava rapidamente pela frente oeste. O exército vermelho vinha mais lentamente pela frente leste. Entre os dois estava a então Tchecoslováquia, que deveria ser libertada pelos soviéticos. Mas a demora colocava em risco as cidades que ainda estavam nas mãos dos alemães, entre elas Pilsen. Por isso o general Patton, dos Estados Unidos, resolveu descumprir ordens superiores e libertou Pilsen antes dos soviéticos, e evitou uma tragédia. Seu feito é lembrado todos os anos, nas Festas da Liberdade, com a presença de veteranos, paradas e tudo mais. Mas se você for fora de época, pode visitar o Memorial Patton e descobrir detalhes dessa história.


Os apartamentos de Alfred Loos

O arquiteto austríaco Alfred Loos é considerado um dos expoentes do modernismo. Com projetos de linhas limpas, sem ornamentos, ele foi um dos responsáveis por uma nova linguagem nas construções do início do século XX.

Pois Loos foi contratado para construir alguns apartamentos em Pilsen e, dentro da tradição tcheca de preservar seu patrimônio, esses locais foram mantidos tal como o projeto original e podem ser visitados. Para quem ama arquitetura e sua história é um prato cheio. Para quem não liga, são só apartamentos. Mas muito bonitos.

A fábrica de cerveja

Não achou que íamos deixar a cerveja de fora, não é? A fábrica da Pilsener Urquell é de longe a maior atração da cidade, e um programa imperdível. Mesmo se você já viu outras fábricas pelo mundo, esta é o real deal. Afinal, você vai cruzar os mesmos portões, caminhar entre as mesmas caldeiras e visitar as mesmas caves que deram início a história da cerveja moderna. E, é claro, vai provar um copo, tirado de um barril de madeira ali, na hora.

Mesmo quem não se considera fã de cerveja gosta do tour da Urquell. E se na saída do tour bater aquela sensação de “quero mais”, não se preocupe. Ainda tem a lojinha, e o restaurante Na Splice. Ambos muito bem abastecidos. Adivinhe do que ...

Canais relacionados

Arquitetura Itinerários
Bibliotecas da República Tcheca, tesouros escondidos em mosteiros e palácios

As bibliotecas mais bonitas da República Tcheca estão localizadas em locais privilegiados e em salas repletas de história, onde a cultura passeia entre páginas e prateleiras. Durante a sua próxima viagem à República Tcheca, aceite nosso convite para conhecer as cinco mais espetaculares dessas bibliotecas, abrigadas em palácios e mosteiros.

Arquitetura Arte Cultura Patrimônios
Funcionalismo, Bat’a e singularidades de Zlín, cidade morava na República Tcheca

Zlín, cidade funcionalista nascida do espírito empreendedor dos irmãos Bat’a, é verdadeiro paraíso para amantes da arquitetura, mas não só. Outras singularidades contribuem para fazê-la destino imperdível.

Arquitetura Cultura Dica de local
Kutná Hora, vislumbres do esplendor histórico

Kutná Hora, na Boêmia Central, já foi a segunda cidade mais importante do país pela riqueza de seus minerais. Um pouco desse esplendor permanece no seu belo centro histórico e na majestade de suas igrejas, que marcam contraste notável com a atmosfera quase irreal de suas ruas e esquinas.

Arquitetura Cultura Patrimônios
Pacotes