Cinco motivos para amar Kutná Hora

A pequena cidade da Boêmia Central, a 70km de Praga, é um dos passeios de meio dia mais procurados na Tchéquia. Quem vai e se apaixona tem bons motivos. Descubra alguns.

Por: Luiz Fernando Destro

Publicado: Fevereiro 15, 2023

Houve um tempo em que Kutná Hora rivalizava com Praga como a cidade mais importante do reino da Boêmia. Corria a Idade Média, e Kutná Hora prosperava graças a uma grande mina de prata. Tanto que os reis boêmios mantinham ali a cunhagem de moedas. Hoje, a prata se foi, mas não a riqueza – cultural – da cidade. Dentre as coisas que os turistas mais amam, aqui vão cinco.

A Catedral “circo” de Santa Bárbara

De longe, o telhado da Catedral de Santa Bárbara pode lembrar a tenda de um circo. Mas a cobertura (que não é de tecido), assim como as colunas de pedra e janelas góticas, formam na verdade um Patrimônio da Humanidade protegido pela UNESCO. Construída em honra à padroeira dos mineiros, a Catedral domina a paisagem de Kutná Hora, e é visita obrigatória para quem vai à cidade.

A antiga escola jesuíta que virou museu

Junto à Catedral, uma longa passarela de paralelepípedos lembra a Ponte Carlos em Praga. De um lado, um muro com estátuas barrocas de santos e, do outro, a antiga escola jesuíta que hoje abriga um belo museu. Assim como a igreja vizinha, a antiga escola também é Patrimônio da Humanidade. E, da passarela, tem-se uma bela vista da cidade, incluindo encostas com vinhas, logo abaixo.

A corte italiana

O nome incomum vem da arquitetura do edifício, que imita os palazzos renascentistas, com quatro edifícios justapostos formando um pátio interno. A corte era o local onde se cunhavam as moedas do reino da Boêmia e ainda hoje é possível visitar o local e assistir uma demonstração do processo. O prédio também abriga outras exibições, incluindo visita às dependências reais.

As ruas medievais (e a cerveja típica)

A maior parte do centro de Kutná Hora remonta aos dias de glória da Idade Média (com um toque de modernidade aqui e ali). Então, perder-se pelas ruelas é sempre uma delícia. E, quando o cansaço chegar, pode-se recuperar as energias em um restaurante típico, que fabrica a própria cerveja. O nome? Dačický.

Uma capela de ossos, uma igreja de pedra

Um pouco fora do centro, no distrito de Sedlec, está aquela que provavelmente é a atração mais famosa de Kutná Hora: a capela de ossos, uma igrejinha plantada em meio a um cemitério, com a decoração composta por ossadas de mais de 40.000 seres humanos. São lustres, adornos, brasões, tudo feito com crânios, fêmures e omoplatas. Mas se achar a vibe pesada demais, pode optar por outra igreja, a apenas uma quadra. A Catedral da Assunção da Virgem Maria e São João também é Patrimônio Mundial da UNESCO por ser a catedral mais antiga da Europa Central, construída em 1320. E essa tem uma decoração completamente normal.

Canais relacionados

Experiencia de viagem
Era uma vez o paraíso tcheco...

Ao norte de Praga, a cerca de uma hora, há uma área de bosques e formações geológicas desconhecidas e impressionantes. Um lugar pleno de magia, castelos e mirantes. E guardião de alguns segredos curiosos.

Experiencia de viagem Natureza
Litomyšl: a Boêmia mais boêmia

Toda uma atitude perante a vida: o clima despreocupado e a paixão pela arte distinguem esta cidade boêmia, em todos os sentidos da palavra.

Cultura Experiencia de viagem Patrimônios
Hotel Intercontinental praga, luxo brutal

Construído no estilo arquitetônico brutalista, o edifício do Hotel InterContinental Praga fica às margens do rio Moldava, e mima seus hóspedes com perfeita oferta de delicados luxos.

Experiencia de viagem
Pacotes