Uma trilha para o Castelo de Karlštejn

Também para apreciadores de caminhadas, a Tchéquia tem apelos irresistíveis. Uma rede de 43 mil km de trilhas entrelaça  natureza, história, paisagens únicas. Uma destas trilhas é opção para uma bela caminhada que leva desde a cidade de Baroun ao famoso Castelo de Karlštejn.

Por: Colaborador Convidado

Publicado: Novembro 26, 2019

Por trem, a partir de Praga (estação Hlavní Nádraží), viagem de apenas 30 minutos leva à Beroun, cidade do desembarque de visitantes do Castelo de Karlštejn. Uma vez em Beroun, a maneira tradicional para chegar ao castelo é  caminhar ou andar em charrete por cerca de 1,5 km desde a estação ferroviária. Porém, quem ama caminhadas e tem um tempinho para curtir melhor o lindo e surpreendente lugar, chegar ao castelo usando a trilha (5 km) Vojta Náprstek é uma belíssima experiência.

Para levar ao destino do passeio, a trilha atravessa a pitoresca vila de Svatý Ján pod Skalou. Em 2019, esta vila foi escolhida para sediar o desfecho da comemoração dos 130 anos da criação das trilhas tchecas. Nada mais justo, porque na vila nasceu a Vojta Náprstek, que você está percorrendo enquanto lê. Ela é a número 1 entre todas as trilhas tchecas. Houve uma antecessora -  margeava o Moldava, mas desapareceu ao ser parcialmente inundada pelo reservatório de Štechovice, construído (1938-1944) para regular a saída de água do Rio Moldava.

 

A bela paisagem que faz lembrar Carlos IV - Percorrer a trilha entre Beroun e Svatý Ján pod Skalou para chegar ao castelo significa entremear rio, estradinhas, vilazinhas, tudo rodeado por bela vegetação. É conhecer de perto a paisagem que Carlos IV poderia observar a partir da Grande Torre do Castelo de Karlštejn. Sacro Imperador Romano-Germânico e o maior entre os reis tchecos, Carlos IV mandou construir (1348-1355) o Castelo de Karlštejn para guardar as joias da Coroa da Boêmia e relíquias sagradas, das quais era colecionador, e para ser o seu refúgio de verão.

A Grande Torre é uma das três principais construções do conjunto, somada  ao castelo em si e à Capela da Sagrada Cruz. A decoração dos interiores da capela teve por inspiração a Jerusalém Celeste, conforme a descrição no Livro da Revelação, da Bíblia Sagrada. Pedras semipreciosas foram utilizadas para o  parcial  envidraçamento das janelas, e na capela há 129 fantásticas obras de arte do Mestre Theodorik, um dos mais importantes ícones da pintura gótica tcheca, na segunda metade do século 14.

Região de Svatý Ján pod Skalou – Esta encantadora vila fica em meio à Reserva Natural Nacional Český kras. Entre as atrações da reserva está ampla rede de cavernas, nas quais foram encontrados esqueletos humanos e de animais pré-históricos. No Cársico da Boêmia, como é definida, esta região é única enquanto paisagens e famílias de plantas e de animais. Se você conseguir reservar um bom tempo na Tchéquia, participe de excursão para visitar algumas cavernas. É um passeio absolutamente fantástico.

Com 13,2 hectares protegidos, a Reserva Natural Nacional Český kras tem definidas 19 áreas. Em uma delas estão quatro monumentos nacionais da natureza – o Desfiladeiro Negro, importante sítio arqueológico; Klonk, escarpa íngreme formada por ardósia e calcário; Kotýs, promontório rochoso que reúne, especialmente, cavernas e pontes rochosas;  e Zlatý vrch (Colina Dourada), sítio geológico. Na região, há muito mais para alegrar os olhos e a alma – cachoeiras, prados de trufas, lagoas, pântano.

A vila - Com igual nome da região, Svatý Ján pod Skalou (São João sob a Rocha) é pequenina, organizada, aninhada entre penhascos e belas florestas. Tem muito a oferecer para amantes da Natureza, na forma de trilhas para caminhadas e ciclovias – rotas que levam a descortinar algumas das maravilhas do Cársico da Boêmia.

O prédio principal é o imponente Mosteiro Beneditino, datado de 999,  que originou a povoação. Ao longo da história, o mosteiro passou por diferentes usos. Vendido a particulares, foi transformado em castelo, seguiu como campo de trabalho durante a Segunda Guerra, e depois, como spa. Nos dias atuais, funciona ali uma escola para formar professores. A igreja do mosteiro leva o nome de São João Batista, intimamente ligado ao eremita Ivan – São Ivo. O eremita teria vivido por 42 anos na caverna que há sob o mosteiro, aonde, conta a lenda, tinha visões com São João. A caverna pode ser visitada.

Direto de Praga - É possível alcançar Svatý Ján pod Skalou a partir de Praga, diretamente, por transporte público. Por ônibus, a viagem tem duração de 01h35min. Uma opção é embarcar na Estação Na Knížecí (150 00 Praha-Smíchov), plataforma S. Preço do bilhete: 46 coroas tchecas (1,78 euro). Por trem, a viagem tem duração de 30 minutos. Você deve embarcar rumo a Beroun, na gare da Hlavní Nádraží (Wilsonova 300/8 120 00 Vinohrady), maior estação ferroviária da capital tcheca. Preço do bilhete: variações conforme horário e dia, por volta de 258 coroas tchecas (10 euros), ida e volta.

Trilhas tchecas - Em toda a Tchéquia, as rotas para caminhadas são sinalizadas com marcadores (afixados em placas, árvores, pedras) que têm três faixas horizontais – duas bordas brancas para realce, e uma faixa central colorida (vermelho, azul, verde ou amarelo). A marcação da Vojta Náprstek é em vermelho. O Czech Tourist Club (KČT) é o responsável pelas sinalizações nos 43 mil km de trilhas para caminhadas que permeiam a  Tchéquia. Tão antigo como a primeira trilha do país - foi fundado em maio de 1889, o KČT  responde também por mais de 38 mil km de ciclovias, e por centenas de quilômetros de trilhas tchecas para cross-country.

 

Serviço

Reserva Natural Nacional Český kras

http://www.cesky-kras.cz/

 

Czech Tourist Club (KČT)

https://kct.cz/

Canais relacionados

Experiencia de viagem
Três marcas tchecas para descobrir essências nacionais

Empreendedor, engenhoso, trabalhador, espírito de comerciante e canhoto para exportação... O passado comunista da República Tcheca, à distância, muitas vezes ofusca uma essência nacional: a sua indústria e o seu espírito proativo. São exemplos as marcas Škoda, Pilsner Urquell, e Moser.

Experiencia de viagem
Sopas, as delícias tchecas para o inverno

A gastronomia tcheca tem diversas sopas em seu cardápio – todas deliciosas. Descubra um pouco mais sobre esta parte quentinha e reconfortante da República Tcheca. E, se der água na boca, baixe o nosso especial de sopas, com oito receitas para fazer em casa.

Experiencia de viagem
Flores de pedra. Parece poesia, mas é souvenir.

Karlovy Vary já inspirou vários artistas. Beethoven escreveu lá uma de suas sinfonias. Goethe frequentava o Café Elefant, até hoje um ponto de encontro na cidade. Para não falar dos filmes gravados na cidade...

Experiencia de viagem