Telč: uma cidade em tons pastel

A Dama Branca, o fantasma mais famoso da República Tcheca, deixou sua marca lendária também nesta pequena e pitoresca cidade.

Por: Arturo Torres Landa

Publicado: Setembro 13, 2019

Na manhã da minha chegada, uma névoa quase transparente cobria a praça central de Telč. Esta cidade do antigo reino da Morávia, no sudeste da República Tcheca, distingue-se por suas casas barrocas pintadas em cores pastel. Muito próximas umas das outras, elas constituem o alpendre contínuo mais longo do mundo. No centro da praça fica uma Coluna da Peste, oferta escultural feita por uma mulher rica da cidade em memória dos dias quando esta região da Europa foi atingida pela peste negra. Hoje, há poucas evidências daqueles dias sombrios. Ao contrário: rosa, amarelo, azul, verde menta e pêssego são as nuances que dão a esta cidade tranquila sua beleza distinta.

No entanto, naquela manhã cinzenta os tons quentes das casas não afugentava o frio que envolvia a praça. Ao final da esplanada, uma confeitaria servia como refúgio contra o frio, ao tempo que convidava a saciar a fome, repleta de biscoitos e doces caseiros com vários formatos - corações, estrelas, casinhas, bonecos de gengibre, todos decorados com geleia ou filigrana de chocolate. Por certo, tributos de farinha e açúcar à arquitetura barroca de Telč.

Mas, nem sempre Telč ostentava paleta de cores pastel. Durante séculos, seu perfil gótico foi  austero, em grande parte devido à sua vocação como fortaleza e sede de escola jesuíta. A linha sóbria de Telč ainda é visível em sua muralha e na Torre do Espírito Santo, que pertence à igreja mais antiga da cidade.

Naquela manhã, quando o nevoeiro se dissipou, as pessoas foram passear ou andar de bicicleta pela praça - hobby muito comum em Telč. Para mim, era hora de subir à Torre de Santiago, a estrutura mais alta da cidade, com 60 metros. No interior desta torre, o cheiro de umidade e de pedra - sim, as pedras podem adquirir aroma ao longo dos anos -, lembra o quanto antiga ela é. De repente, a pequena cidade de casas de biscoito desapareceu devorada pela escuridão, porque somente nesga de luz mal filtrava através das persianas de uma janela fechada, projetando teias de aranha a ricochetear nos enormes sinos batizados como María Santiago. Parecia o palco para uma história de fantasmas.

Desde o topo da torre, Telč é revelado em sua totalidade. Das alturas, você pode ver os canais que deram à cidade o apelido de "Veneza Tcheca". Ao longe, são vistas as varandas coloridas e as torres das igrejas, com suas cúpulas abobadadas. De repente, ao lado da torre surge um jardim geométrico abraçado por grossas paredes. Ali fica o palácio dos Hradec, antigos senhores da cidade. As balaustradas do palácio são adornadas com afrescos que reproduzem escudos heráldicos.

Parece que vou ter a minha história de fantasma, afinal.

Conta a lenda que naquele palácio, há muitos anos, um bebê chorava madrugada adentro, sem descanso. Para acalmá-lo, uma palaciana nobre o pegou nos braços e o embalou gentilmente,  até o garoto adormecer. Nesse momento, a babá entrou no aposento, encontrando o pequeno nos braços de uma desconhecida. Alarmada, a babá ordenou que a misteriosa mulher deixasse o bebê em paz. A senhora ficou furiosa: ‘Este pequenino é do meu próprio sangue’, gritou, e repreendeu a babá por seu mau trabalho. Apontando para uma parede, a estranha disse: ‘Quando esta criança crescer, será um grande governante’, e acrescentou: ‘quando chegar o momento, diga a ele que eu vim para protegê-lo’, e desapareceu na brisa da noite. Segundo a lenda, tratava-se da Dama Branca, de cuja cintura, dizia a babá, pendia um molho de chaves - símbolo de boa sorte.

O menino cresceu e se tornou o último barão dos Rosenberg. No dia em que sua antiga babá  contou o acontecido, ele mandou derrubar a parede apontada pela Dama Branca (trata-se, segundo a lenda, do espectro de Perchta von Rosenberg, uma das figuras mais famosas e trágicas da aristocracia tcheca). Ainda, diz a lenda que onde estava a parede o homem encontrou valioso tesouro.

Onde dormir

Hotel U Hraběnky 
Slavatovská 96, Telč.
Fone: (+420) 567 578 551

Onde comer

Restaurante U Vévody
Slavatovská 96, Telč.
Fone: (+420) 567 578 557

Canais relacionados

Experiencia de viagem
Cinco rotas surpreendentes para conhecer Pilsen, sua cerveja e mais

Localizada a apenas uma hora de Praga e de Karlovy Vary, esta cidade que produz milhões de litros de cerveja por mês também é um destino cultural divertido para toda a família, com proposta arquitetônica interessante e vibrante cena alternativa para você descobrir em sua próxima visita à Tchéquia.

Experiencia de viagem
Royal Golf Club Mariánské Lázně swing real

Em Mariánské Lázně, o swing, a rotação do corpo para golpear a bolinha de golfe tem por cenário campo sofisticado. Fundado em 1905, o Royal Golf Club Mariánské Lázně, reconhecido como o melhor percurso na República Tcheca, é um dos poucos no mundo com o selo “Royal”, fora da Grã-Bretanha. Além das feras no esporte, aprendizes têm vez e oportunidade para provar o gostinho de praticar golfe.

Experiencia de viagem
Praga: viagem do desamor à paixão

Reconheço que meu relacionamento com a cidade de Praga foi uma jornada percorrida desde o desamor à paixão. Eu explico.

Experiencia de viagem