Sete portas para entrar em Tchéquia

Durante 2019, várias comemorações na República Tcheca lembraram a Revolução de Veludo, ocorrida há 30 anos na então Tchecoslováquia - que incluía a hoje Eslováquia -, libertando-a do poder soviético. Em 2019, Tchéquia comemorou também 15 anos desde a entrada na União Europeia, já como República Tcheca, após a separação da Eslováquia, em 1993.

Por: Joaquín del Palacio

Publicado: Outubro 21, 2019

Com a abertura progressiva, surgiram sete portas que oferecem aos visitantes os caminhos para  melhor conhecer os encantos tchecos, muito diversos e bem próximos uns dos outros.

Acesso ao relax: Karlovy Vary

Uma das regiões balneárias mais importantes da Europa fica no oeste da República Tcheca. É um triângulo de cidades termais - Mariánské Lázně, Františkovy Lázně e Karlovy Vary, a cidade que recebeu o nome do imperador Carlos IV. Além do relaxamento, das águas medicinais e dos bons hotéis, alguns com campos de golfe, esta região possui uma natureza linda, onde fazem morada vilas encantadoras; castelos, como Loket e Kynžvart; e mosteiros, como Teplá.

Joias do sul, através de České Budějovice

Boêmia do Sul tem alguns dos melhores lugares da Europa Central, na natureza e entre seus municípios. Alguns são lugares encantadores, como Jindřichův Hradec, e outros, cidades que fazem parte do Patrimônio Mundial, a exemplo de Holašovice, e a joia da Renascença Tcheca - Český Krumlov.

České Budějovice é o acesso ideal para conhecer a Boêmia do Sul. A natureza presenteou o sul da Boêmia com o Parque Nacional Šumava e o Reservatório Lipno, para que os amantes de esportes, flora e fauna encontrem seu paraíso favorito.

Rumo à história, desde Olomouc

Olomouc é a porta para conhecer o gótico e o barroco do leste tcheco. Esta cidade foi a primeira capital da Morávia e, portanto, tem muitos encantos, tais como fontes, o Palácio do Arcebispo e a coluna da Santíssima Trindade - Patrimônio Mundial. Depois de Praga, Olomouc é a cidade com maior reserva de patrimônios. A região é conhecida, inclusive, por seus vinhos e queijos. Também muito perto, a apenas 100 km, encontramos o Castelo Bouzov e a cidade de Ostrava, com seu patrimônio industrial e natural.

Através da segunda maior cidade, Brno

Brno, segunda maior cidade da República Tcheca (depois de Praga) possui atmosfera agradável e muito envolvente em suas ruas, festivais de música, seu famoso circuito de velocidade, e oferece muito para ver. É a porta para a Morávia do Sul, e leva a conhecer duas joias regionais naturais - Parque Nacional Podyjí e Reserva da Biosfera de Pálava, e suas quatro vilas - Stiassni, Low-Beer, Jurkovič e Tugendhat, esta última de Mies van der Rohe, é Patrimônio da Humanidade. A cidade de Zlín é a bela desconhecida que está bem perto de Brno.

A partir de Pardubice, para a região menos conhecida

Pardubice é um importante entroncamento ferroviário que liga várias cidades checas e, desde 2018, é conectado por avião (low cost) a Alicante, na Espanha. Ocupa a área central da República Tcheca e sua localização é estratégica. A partir daqui, você pode conhecer vários lugares imperdíveis. Exemplo é Hradec Králové, que significa Castelo da Rainha, que tem status de cidade desde o século 15, o que faz dela a mais antiga da República Tcheca. Outros exemplos são o Castelo Litomyšl, que está na lista da Unesco; e os estábulos de Kladruby – neles, você poderá andar a cavalo e mesmo conduzir uma carruagem.

Pilsen e a loira amada

Pilsen foi cidade importante no século 19, e deixou um legado que agora pode ser desfrutado. O anel verde aonde antes estavam as suas muralhas; a bela Catedral; o Museu de Marionetes;  e a  Grande Sinagoga são alguns encantos a visitar. Para alguns dos visitantes, talvez a visita mais importante seja à fábrica da Pilsner Urquell - primeira cerveja lager a ser comercializada. Dentre os eventos realizados anualmente em Pilsen há dois festivais de cerveja e um de música, todos de grande repercussão.

Praga, paradigma de beleza urbana

Praga é o principal acesso internacional à República Tcheca, e uma das cidades mais bonitas do mundo. Mesmo que você retorne muitas vezes, sempre descobrirá coisas novas, clicará  milhares de fotos por diferentes ângulos, e assim por diante... Os museus, a Cidade Antiga, o Teatro Nacional, o rio Moldava e suas pontes são algumas das características da cidade que merecem ser conhecidas em qualquer época do ano, porque são sempre mais bonitas do que da última vez...

 

Canais relacionados

Experiencia de viagem
As 10 estações de trem históricas mais incríveis da República Tcheca

As estações de trem da República Tcheca refletem a evolução histórica das regiões ou cidades onde estão localizadas, as modas, estilos e até mesmo o poder econômico da área. Escolhemos dez que se destacam no conjunto, por vários motivos.

Experiencia de viagem Itinerários
Terezín, recordação necessária

Inteirar-se acerca das grandes atrocidades da história, e tomar consciência de suas consequências é o primeiro passo para saber porque elas não devem se repetir. Assim, a visita ao antigo campo de concentração nazista e ao gueto de Terezín é tão emocionante quanto essencial.

Experiencia de viagem
Uma cidade para cada Parque Nacional

Com área territorial de apenas 79 mil km2 (a área do Estado de São Paulo é de 284 mil km2), a República Tcheca possui várias reservas naturais, muitas delas protegidas e, em especial, quatro parques nacionais. Ai redor deles, é fácil encontrar cidadezinhas e vilas encantadoras, próximo a destinos turísticos, e com boa logística em acomodações, restaurantes e mais.

Experiencia de viagem
Pacotes