Onde a magia nunca termina

Navegar na Ponte de Carlos, uma das mais famosas do mundo, visitar castelos ouvindo a história dos Cavaleiros Teutônicos e cavernas com estalactites de intrincadas formas são algumas das atividades imperdíveis quando você visitar a República Checa.

Por: María Alejandra Moreno

Publicado: Setembro 23, 2019

Enquanto se aterrissa no Aeroporto Internacional de Praga  Václav Havel, surgem os coloridos telhados das casas, e um enorme tapete verde com tons de campos de trigo. É antessala de um espetáculo magnífico, que permanecerá na memória dos visitantes para sempre.

O centro fica a 15 minutos do aeroporto. Uma das principais e mais bonitas  ruas do bairro  Malá Strana é a Nerudova. Nela, há hotéis - como o Golden Key (localizado a 400 metros da Ponte Carlos), restaurantes e lojas de lembrancinhas, onde os protagonistas são ratinhos e fadas dependurados, bem como objetos em vidro.

Por onde quer que você ande, há arte. As casas roubam nossos olhares por conta das suas cores, sua arquitetura (sobressai o estilo barroco) e as histórias que guardam. Muitas das casas eram lugares habitados por famosos, como o escritor Franz Kafka e músico Wolfgang Amadeus Mozart, de quem se diz ter composto algumas de suas obras-primas nesta cidade enigmática.

Há muito a fazer em Praga, mas entre os passeios mais recorrentes estão a turnê pelo centro histórico, a visita a  Biblioteca Nacional e ao bairro judeu, e até mesmo passear em patinete motorizado (segway). Este meio individual de transporte é permitido somente em certas partes da cidade, para evitar acidentes. É útil, por exemplo, para visitar o Estádio Strahov, inaugurado em 1926 e o ​​maior do mundo, com capacidade para 250 mil espectadores. A superfície do Strahov equivale a de seis campos de futebol.

Freddy, que trabalha naquele estádio como guia para os segways, explica o uso nos dias atuais. "É muito grande, e agora só é utilizado para entretenimento, pelos jogadores de futebol da Athletic Club Sparta Praga. Antes, era a sede das  spartakiadas- um série de eventos multiesportivos. Strahov é um símbolo dos anos da Primavera de Praga, quando a então Checoslováquia era dominada pela União Soviética, até 1989.

As construções sob aquele regime são caracterizadas pelo sombrio e as fortalezas feitas para evitar qualquer ataque. Estes remanescentes contrastam com as casas e as catedrais de Praga, no lugar onde estão localizados o Mosteiro e a Biblioteca de Strahov. Neste passeio, os amantes da cerveja podem visitar Svatý Norbert, e desfrutar de sabores que vão desde o tradicional até bebidas frutadas  com muita personalidade, e depois almoçar as típicas "bochechas de porco" (prasečí tvář), acompanhadas com purê de batatas.

Entre sabores, cores e diferentes texturas, Praga surpreende seus visitantes com sobremesas, bolos e biscoitos de gengibre, que são uma boa escolha enquanto se percorre a Ponte de Carlos. Nesta imponente estrutura, datada do século 13, se cruzam culturas do mundo todo. Por ela passeiam jovens, idosos e famílias, dispostos a ouvir os músicos que fazem ainda mais agradável percorrer os 512 metros de extensão da ponte.  A Ponte de Carlos é também o lugar preferido dos apaixonados.

A Ponte de Carlos conecta dois bairros. Um deles é Malá Strana, que se traduz por Cidade Pequena. Este é um dos bairros mais antigos de Praga, onde estão os principais museus, galerias e a famosa Igreja Nossa Senhora Vitoriosa  - a casa do Menino Jesus de Praga. O outro bairro é a Cidade Antiga (Staré Město, em tcheco), listado pelo Unesco como Patrimônio da Humanidade.

Staré Město é caracterizado por fontes de água que estão por toda parte, e o imponente Relógio Astronômico de Praga (Staromestský Orloj, em tcheco), outra das suas atrações turísticas. Os passantes aguardam para ver a caminhada dos apóstolos, enquanto saboreiam o trdelnik  - um dos quitutes tradicionais da cidade. São rolinhos ocos, depois de assados polvilhados com açúcar e canela, e recheados conforme a preferência, com sorvete, por exemplo.  Cada passo na cidade fica gravado na memória e no coração.

Mas, visitar a República Tcheca é também uma oportunidade de conhecer as cidades que a rodeiam, com majestosos castelos, cavernas com estalactites que simulam asas de anjos, e jardins imperdíveis. Brno e Omolouc são as duas cidades que um turista não pode perder. Ao visitá-las, você poderá conversar com os moradores e vivenciar um pouco mais das suas vidas cotidianas.

Sugestões

Castelo de Bouzov

A duas horas de trem de Praga está Olomouc, muito perto do Castelo de Bouzov  - uma das atrações imperdíveis. Lá você poderá fazer um passeio de 40 minutos e observar obras de arte, salões onde se reunia a Ordem de  Cavalaria, a realeza, e até  onde eram enclausurados os prisioneiros. O castelo é uma das locações mais procuradas para filmagens de contos de princesas e fadas, enredos nos quais nunca falta a bruxa malvada.

Brno

Nas ruas de Brno você pode respirar arte e cultura a cada passo. Catedrais, como a de São Pedro e San Paulo,  roubam os olhares, assim com as esculturas que permeiam a cidade. Mas, entre esculturas e arte, quem visita  Brno pode conectar-se com a natureza no Karst da Morávia. Trata-se de uma reserva natural ao norte da cidade, onde existe um sistema de cavernas aberto ao público. Dentre elas, uma das mais visitadas é Punkva, conhecida como a Caverna do Espetáculo. Logo à entrada, você verá as esculturas naturais formadas pelas estalactites  - figuras de asas de anjos, crocodilos e até mesmo um cemitério.

Canais relacionados

Experiencia de viagem
Tchéquia sobrenatural

Para os amantes do sobrenatural e da fenomenologia à beira do impossível, sugerimos um itinerário por toda a República Tcheca, que também permite descobrir recantos de tirar o fôlego, e alguns dos monumentos menos conhecidos do rico patrimônio cultural deste país centro-europeu, sempre surpreendente.

Experiencia de viagem
O grande espetáculo do barroco na morávia,através dos seus palácios

Uma das grandes atrações da região da Morávia é poder apreciar, em todo o seu esplendor, o espetáculo oferecido pela arquitetura barroca, tanto nas grandes cidades, como nos mais inesperados recantos da sua geografia.

Experiencia de viagem
Praga é tão bonita que sua perfeição incomoda

Praga é uma cidade tão bonita que chega a dar raiva!

Experiencia de viagem