Kutná Hora, vislumbres do esplendor histórico

Kutná Hora, na Boêmia Central, já foi a segunda cidade mais importante do país pela riqueza de seus minerais. Um pouco desse esplendor permanece no seu belo centro histórico e na majestade de suas igrejas, que marcam contraste notável com a atmosfera quase irreal de suas ruas e esquinas.

Por: Colaborador Convidado

Publicado: Julho 26, 2021

Localizada na Boêmia Central, entre Praga e Brno e em região facilmente acessível, Kutná Hora foi a segunda cidade mais próspera da República Tcheca durante a Idade Média, graças à atividade mineira. A prosperidade foi impactada pela descoberta de prata na cidade mexicana de Potosí, mas vestígios daquela época áurea permanecem. É quase obrigação visitar essa intrigante cidade e conhecer seus  ambientes históricos, repletos de casarões desabitados e recantos surreais que preservam vislumbres de glorioso passado. Embora mundialmente conhecida por seu impressionante ossuário (Sedlec), a verdade é que Kutná Hora oferece diversos pontos de interesse que podem tornar sua visita uma experiência inesquecível.

Oito visitas essenciais em Kutná Hora

1. Estação de trem Kutná Hora

Em toda a República Tcheca, há várias estações ferroviárias históricas e de metrô que contêm valiosas artes em seus corredores e túneis. A estação ferroviária de Kutná Hora é uma  das mais interessantes porque oferece desde a gravura antiga que reproduz mapa detalhado da cidade, até murais que, com notável encanto, mostram as principais características dessa famosa cidade - a fonte de pedra, o ossuário e, claro, cenas da atividade mineira que não descuidam nem do pormenor da sombra de um mineiro fora de quadro, isto é, no chão. Um ótimo começo, sem quase nem mesmo sair do trem.

2. Ossuário de Sedlec

É sem dúvida uma das visitas obrigatórias em Kutná Hora. Certamente, um dos mais populares do país mas, acima de tudo, o recanto tcheco que causa maior espanto entre os turistas. O ossuário é capela católica acessada após descer algumas escadas largas.  À direita dessa entrada você verá a assinatura do autor (František Rint) e a data de sua curiosa obra (1870). Decorado exclusivamente com peças feitas de ossos de  humanos que, aparentemente, na antiguidade lotaram o cemitério local por ocasião de surto da peste, o ossuário tem muitas peças curiosas, aí incluídos o candelabro central, a guirlanda de crânios e o brasão da família Schwarzenberg. A profusão de crânios, tíbias e vários outros ossos gera um efeito difícil de expressar em palavras. Só mesmo a visita presencial poderá transmitir a sensação.

3. Catedral da Assunção de Nossa Senhora e São João Batista

Localizada a apenas cem metros do ossuário e a um quilômetro e meio do centro da cidade, a catedral é templo católico cuja construção foi iniciada em 1280 pela ordem dos monges cistercienses e concluída em 1320. De acordo com a história da cidade, a catedral é um dos primeiros exemplos da arquitetura gótica na região da Boêmia e a maior construção religiosa do país até o surgimento da famosa Catedral de São Vito, em Praga.

4. Catedral de Santa Bárbara

É uma das igrejas góticas mais famosas da Europa Central. A sua construção foi projetada em 1388 pelos mesmos habitantes de Kutná Hora para competir com a Catedral de São Vito em Praga, e só foi concluída em 1905. A imperdível visita à Catedral de Santa Bárbara requer um certo tempo, tendo em conta a majestade do edifício (preste especial atenção aos seus tetos decorados e notáveis ​​vitrais acabados à mão).

5. Fonte de Pedra

Todo o centro de Kutná Hora é um local tão imperdível quanto primoroso que, não à toa, foi declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Porém, há um detalhe que talvez sintetize um pouco suas características excepcionais: a Fonte de Pedra, localizada no centro histórico da cidade, é exemplo único do gótico tardio em toda a Europa Central, desde os remotos tempos. Construída em 1495 pelo pedreiro e pintor Briccius Gauske essa fonte - um prisma com doze lados em forma de coroa - fornecia água potável para toda a cidade em tempos de grande mineração. A função da fonte permanece – há bebedouro à disposição para refrescar os  visitantes. No lado oposto ao bebedouro espie pelo buraco da porta e verá diferentes estátuas e obras de arte que são expostas periodicamente (quem sabe a sua visita coincida com uma das datas da exposição, daí você não precisará espiar).

6. Rua Ruthard

É verdade que a história não é muito agradável porque naquele  beco medieval estava a casa de rico cidadão de Kutná Hora, Jiří Ruthart. Diz a lenda que ele trancou no porão sua filha Rozina junto com todas as suas riquezas e emparedou a porta. O motivo? Ganância - ele não queria dar parte da sua fortuna em dote. No entanto, merecem visita e muitas fotografias os recantos dessa rua em ziguezague e calçada em pedra, com as suas maravilhosas vistas sobre a capela de Santa Bárbara e a cantina com acesso através de uma espécie de gruta.

7. Caminho dos moinhos

Não se deve sair de Kutná Hora sem seguir essa bela trilha natural de quase três quilômetros que atravessa o vale do rio Vrchlice, antigas pedreiras, pequenos lagos e moinhos medievais (alguns foram remodelados, outros resistem ao tempo na forma de históricas ruínas). Podem ser apreciadas as entradas de várias antigas minas (por segurança, não é permitido o acesso aos interiores) e espécies típicas da flora e da fauna. É percurso repleto de belezas, que proporciona passeio romântico pela natureza. Não por acaso, é o preferido pela população local.

8. Menires de Kutná Hora

Para que não haja dúvidas de que, além de uma história gloriosa, Kutná Hora também tem um grande presente, em 2012 foi erguida na cidade série de menires, semelhantes aos que, na antiguidade, os celtas instalaram em várias partes do mundo. Nenhuma das pedras tem localização aleatória, cada uma delas apontando locais e monumentos emblemáticos nos arredores. A área dos menires em Kutná Hora é acessada por estrada de terra, a meia hora de caminhada da estação de trem. Oferece vista incrível da cidade, esculturas e até um local projetado para fazer grandes fogueiras. Encerramento perfeito da visita à Kutná Hora -  ver o pôr do Sol desde os menires não só deixa ‘sabor delicioso’, mas nos permite recarregar as baterias existenciais.

Continue lendo

Rotas de cicloturismo na República Tcheca

Tchéquia para principiantes: 16 dicas importantes para sua primeira visita

19 joias da República Tcheca reconhecidas pela UNESCO

 

 

 

Kutná Hora, vislumbres do esplendor histórico

Kutná Hora, na Boêmia Central, já foi a segunda cidade mais importante do país pela riqueza de seus minerais. Um pouco desse esplendor permanece no seu belo centro histórico e na majestade de suas igrejas, que marcam contraste notável com a atmosfera quase irreal de suas ruas e esquinas.

Arquitetura Cultura Patrimônios
Villa Tugendhat de Mies van der Rohe e outras joias de Brno

Villa Tugendhat é daqueles marcos que sempre aparecem nos tratados de arquitetura como grande exemplo do funcionalismo, e presença frequente na seleção das melhores obras do conhecido arquiteto e designer industrial Ludwig Mies van der Rohe. No entanto, é raro ler sobre a fascinante história dos seus proprietários, abordada neste artigo, assim como a Villa Tugendhat e outras visitas interessantes em Brno.

Arquitetura
Cinco locais de arquitetura modernista na República Tcheca

A arquitetura modernista e seus estilos, como construtivismo, cubismo, funcionalismo, minimalismo, classicismo têm belos exemplos na República Tcheca.

Arquitectura Arquitetura Cultura Cultura Dica de local Experiencia de viagem Patrimônios